Fontes de Renda Online

26/05/2011 08h15 - Atualizado em 27/05/2011 08h36

Pintora e escultora Leonora Carrington morre aos 94 anos

Artista mexicana de origem inglesa era uma expoente do surrealismo. Ela foi casada com o pintor surrealista Max Ernst (1891-1976).


Leonora Carrington
A pintora britânica Leonora Carrington ficou famosa pelas pinturas de mulheres e animais míticos (Foto: Reuters)


Porta-vozes do organismo disseram que a artista morreu na madrugada desta quinta-feira (26) de pneumonia quando estava internada no Hospital Inglês da capital mexicana.

Nascida em Chorley (Inglaterra) em 6 de abril de 1917 numa família rica britânica, Carrington viveu desde os anos 1940 no México, país onde residia afastada dos holofotes.

Consuelo Sáizar, presidente do Conaculta, organismo com funções de Ministério de Cultura no México, enviou seus pêsames à família da artista através do Twitter. "Para Gaby e Pablo Weisz Carrington um abraço, tão grande como a enorme luz de Leonora Carrington", disse.

Carrington foi casada com o pintor surrealista Max Ernst (1891-1976) e com ele viajou a Paris, onde simpatizou com artistas fundamentais do movimento surrealista como Salvador Dalí, Marcel Duchamp, André Breton e Pablo Picasso.

Algumas das suas principais obras são La giganta, Quería ser pájaro, Laberinto, El despertar, Y entonces vi a la hija del Minotauro e El juglar.

fonte: G1

 

 

Google
 
La giganta
Quería ser pájaro
Laberinto

sábado, 28 de maio de 2011

MORREU LEONORA CARRINGTON... (1917-2011)

 

Nasceu em 1917, em Chorley, na Inglaterra. Leonora Carrington foi uma artista rebelde que viveu e viajou por vários países, até se estabelecer no México, onde passou os últimos 70 anos, longe da fama.

Apreciada por muitos, Leonora Carrington era considerada como uma das últimas artistas originais do surrealismo, destacando-se na arte com as suas esculturas e pinturas de mundos oníricos e fantásticos.

Antes de se estabelecer no México, a pintora esteve três anos em Paris a acompanhar o seu então namorado e também artista, Max Ernst, um dos expoentes do surrealismo, onde privou com Picasso, Salvador Dalí, Marcel Duchamp, André Bretón, Luis Buñuel e Joan Miró.

Um romance que terminaria de forma trágica com Ernst a ser perseguido pelos nazistas. “Foram momentos muito felizes, mas chegou um momento em que só falávamos de Hitler, e então acabou essa felicidade”, disse a artista.


Leonora Carrington viu-se assim obrigada a fugir, primeiro para Espanha e depois para Lisboa, onde conheceu Renato Leduc, um escritor mexicano, e com quem se mudou para o México em 1941. Relação que também não foi bem-sucedida e que acabaria dois anos depois.


Teve uma vida agitada, com muitas aventuras pelo meio, e que valeu à escritora Elena Poniatowska, sua amiga durante mais de 50 anos, o prémio Biblioteca Breve 2011, com o livro sobre a sua vida, “Leonora”.


Também em 1995, Leonora Carrington viu a sua vida ser representada no cinema, num filme, “Carrington”, realizado por Christopher Hampton e protagonizado por Emma Thompson.

“Leonora é uma pintora do tamanho de Frida Kahlo e a última figura que existe do surrealismo”, disse ao “El País” Elena Poniatowska.


A sua arte chegou à rainha Isabel de Inglaterra, que a condecorou com a Ordem do Império Britânico, em 2005. Entre as suas obras destacam-se os trabalhos: "La giganta", "Quería ser pájaro", "Laberinto", "El despertar", "Y entonces vi a la hija del Minotauro" e "El juglar".


Morreu no México com 94 anos. O corpo da pintora será sepultado no Panteão Inglês.

fonte: http://manuthinkerfree.blogspot.com/2011/05/morreu-leonora-carrington-1917-2011.html


El juglar

Y entonces vi a la hija del Minotauro


Chiki, Ton Pays

A extraordinária artista surrealista Leonora Carrington, também tem sua obra "Chiki, Ton Pays", de 1944 que pode ser vendida por até 1,6 milhão pela Sotheby's. Remetendo aos quadros de Hieronymus Bosch, a tela inclui um vulcão do qual sai fumaça, figuras sinistras e ícones mexicanos.
 
Veja Mais Surrealismo Clique imagens
Surrealismo

A Persistência da Memória é um dos mais famosos quadros de Salvador Dali um pintor espanhol, nascido em figueres onde também morreu..

 

René Magritte





 

 
A legislação que atualmente regula os direitos autorais no Brasil é a
lei 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
Audiovisual para fins pedagógicos, científicos, tem uma
redução da proteção do titular de direito em favor da sociedade que é usuária.
 


Sobre o :

Portal criado em 1999 com o intuito de tornar a Arte mais fácil e prazerosa de se conhecer, para todos os públicos, de todas as idades, através de vídeos, ilustrações e textos.

Pesquisamos em diversas fontes e fazemos um mix das informações, sempre verificando e comparando as mesmas para dar autenticidade ao nosso conteúdo.

Todo o conteúdo aqui encontrado é gratuito e livre para compartilhar de acordo com a especificação de cada autor e obra. A partir de Janeiro de 2011 começamos a contar com a ajuda, através dos conteúdos dos internautas, apaixonados por arte, dos mais diversos cantos do Brasil e do Mundo.

Seus
videos, slides, textos, áudios e tudo mais que vocês, artistas anônimos da web, puderem contribuir, será bem vindo, para este portal abranger cada vez mais estilos e culturas diversas.

Nós estamos aqui dispostos a colocar tudo de forma organizada e bem distribuida dentro do Portal. Contamos com a ajuda de todos neste projeto.

Obrigado por sua visita.
Equipe Portal Compre Arte.

 
Você pode colaborar com este projeto. Contribua com qualquer quantia clicando em um dos botões ao lado:
 
Mapa do Site www.portaldarte.com.br Home

©1999/2018 Portal D'arte. Todos os direitos reservados.