Fontes de Renda Online

13/05/2011 03h00 - Atualizado em 14/05/2011 06h47

Vídeos de artistas brasileiros serão exibidos em Veneza.


Artur Barrio vai representar o Brasil na 54ª Bienal de Veneza

 

54ª Bienal de Veneza


 

fonte: O Estado de S. Paulo.

 

 

Google
 

Na primeira semana de abertura da 54.ª Bienal de Arte de Veneza, que começa em 1.º de junho para convidados e dia 4 para o público, um barco vai percorrer à noite o Grande Canal da cidade italiana com um tela projetando vídeos de cerca de 90 artistas de vários países, inclusive, do Brasil. Com a escassez de brasileiros nesta edição da mais tradicional mostra do mundo, já que a curadora desta Biennale não selecionou nenhum criador do País para a exposição, o projeto Commercial Break, sobre as águas de Veneza, se torna um destaque.

"É algo em oposição à Biennale, uma mostra feita com rapidez e espontaneidade", diz o curador inglês Neville Wakefield, de 47 anos. Ele, que vive em Nova York e desenvolve projetos nas artes visuais e na moda - já realizou edição do Carlton Arts em São Paulo -, foi convidado pelo Garage Center for Contemporary Culture de Moscou para desenvolver Commercial Break com exibição de vídeos bem curtos e que comentam, celebram ou criticam a questão da comercialização da cultura. A mostra alternativa foi inspirada no fato de que não há anúncios publicitários em Veneza, cidade turística que privilegia sua arte e arquitetura. "É um paradoxo, Veneza só anuncia a si mesma", diz.

 

Em São Paulo, Wakefield conta que já estão confirmados os brasileiros Marcos Chaves, Rodrigo Matheus, Erika Verzutti, Valeska Soares, Thiago Rocha Pitta, e a espanhola radicada no Brasil Sara Ramo e a alemã que também vive aqui Janaina Tschäpe. Há a possibilidade de mais dois artistas nacionais serem incluídos. "Há 82 artistas na Bienal, mas nós temos um pouco mais e incluímos o Brasil", brinca o curador. Ele ainda cita a participação do português Julião Sarmento.

Como conta Wakefield, o barco com uma grande tela com cerca de 6 metros, vai trafegar lentamente pelo Grande Canal de Veneza durante cinco dias, a partir de 1.º de junho. "Começará depois do pôr do sol e a sequência dos vídeos será imprevisível", afirma, completando que há vontade de trazer o projeto, em outro formato, para exibições no Brasil e também em Cuba.

Pode-se dizer, então, que com a ausência de brasileiros na curadoria-geral de Bice Curiger para a 54.ª Bienal, só haverá, assim, a mostra de Artur Barrio representando o País no pavilhão brasileiro nos Giardini; exposição, no Arsenale, com participação do cineasta Neville d'Almeida; o projeto Commercial Break; e exibição paralela com curadoria da espanhola Rosa Martinez em que estarão Rivane Neuenschwander e Cinthia Marcelle. As informações são do jornal



Artur Barrio vai representar o Brasil na 54ª Bienal de Veneza

A Fundação Bienal de São Paulo anunciou em 09 de novembro de 2010, que o artista Artur Barrio vai representar o Brasil na 54.ª Bienal de Veneza, que ocorrerá entre 4 de junho e 27 de novembro de 2011 na Itália. Ele vai ocupar com trabalho inédito o Pavilhão Brasil, abrigado nos Giardini de Veneza. A escolha foi feita pelos curadores-gerais da atual 29.ª Bienal de São Paulo, Moacir dos Anjos e Agnaldo Farias, já que a instituição brasileira é responsável pela indicação da representação nacional na tradicional mostra italiana.

Artur Barrio, nascido em Portugal em 1945, vive no Brasil desde 1955. "Estou de acordo e contente por representar o Brasil. Meu trabalho começou aqui", diz o artista, que vive no Rio. Ele participa desta 29.ª Bienal de São Paulo.

Barrio, nascido em Portugal em 1945, vive no Brasil desde 1955. "Estou de acordo e contente por representar o Brasil. Meu trabalho começou aqui", afirmou o artista ao Estado, por telefone, do Rio, onde vive. "Estamos numa democracia, mas o sistema social brasileiro ainda é falho. Entretanto, neste momento, tenho a minha liberdade", continua Barrio, que durante a ditadura militar, em 1969, criou um de seus mais emblemáticos trabalhos, trouxas ensanguentadas, numa referência direta ao contexto político.

 

A Bienal de Veneza tem dois ramos: mostra no Arsenale e no Pavilhão Itália nos Giardini sob curadoria de um convidado – no caso da 54.ª edição, da suíça Bice Curiger, que escolheu como tema Iluminações -; e exposições de artistas escolhidos pelos países em seus próprios pavilhões na cidade italiana.

Atualmente, Barrio participa da 29.ª Bienal de São Paulo, critério que a instituição colocou para a seleção do nome que representaria o País em Veneza. Como afirmou Moacir dos Anjos, a escolha por Barrio, criador consagrado – ele inclusive fez importante participação na 11.ª Documenta de Kassel, em 2002 -, foi unânime. "Há uma chave que se repete no cenário internacional, a do Brasil solar, do neoconcretismo, da arquitetura moderna. Barrio está na chave do inacabado, do sujo, que é importante para refletir o Brasil contemporâneo", diz. Segundo o curador, há o projeto de também alugar espaço em Veneza para fazer uma mostra histórica e complementar de Barrio no período. O patrocínio será do Ministério da Cultura e do MRE via Lei Rouanet.


fonte: http://galeriasergiocaribe.com.br/blog/?p=1720

A legislação que atualmente regula os direitos autorais no Brasil é a
lei 9.610, de 19 de fevereiro de 1998.
Audiovisual para fins pedagógicos, científicos, tem uma
redução da proteção do titular de direito em favor da sociedade que é usuária.
 


Sobre o :

Portal criado em 1999 com o intuito de tornar a Arte mais fácil e prazerosa de se conhecer, para todos os públicos, de todas as idades, através de vídeos, ilustrações e textos.

Pesquisamos em diversas fontes e fazemos um mix das informações, sempre verificando e comparando as mesmas para dar autenticidade ao nosso conteúdo.

Todo o conteúdo aqui encontrado é gratuito e livre para compartilhar de acordo com a especificação de cada autor e obra. A partir de Janeiro de 2011 começamos a contar com a ajuda, através dos conteúdos dos internautas, apaixonados por arte, dos mais diversos cantos do Brasil e do Mundo.

Seus
videos, slides, textos, áudios e tudo mais que vocês, artistas anônimos da web, puderem contribuir, será bem vindo, para este portal abranger cada vez mais estilos e culturas diversas.

Nós estamos aqui dispostos a colocar tudo de forma organizada e bem distribuida dentro do Portal. Contamos com a ajuda de todos neste projeto.

Obrigado por sua visita.
Equipe Portal Compre Arte.

 
Você pode colaborar com este projeto. Contribua com qualquer quantia clicando em um dos botões ao lado:
 
Mapa do Site www.portaldarte.com.br Home

©1999/2018 Portal D'arte. Todos os direitos reservados.